h1

DCE apresenta suas contas de março

sexta-feira, 30/04/10

Cumprindo a promessa de transparência na gestão, o Diretório Central de Estudantes da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (DCE UFRGS) disponibiliza a prestação de contas do mês de março, realizada pelo contador José Fernando Pascoal  (CRC: RS-057776/O-6), profissionalizando, assim, a sistemática da apresentação de suas movimentações financeiras. Tal compromisso será será cumprido até o dia 30 de cada mês, disponibilizando a contabilidade do mês imediatamente anterior.Em março, o DCE UFRGS apresentou um superávit acumulado de R$ 8.789,84.

CARTÃO TRI – O DCE UFRGS aproveita a oportunidade e apresenta o balanço referente à confecção de cartões TRI e  sua política de auxílio de custos a estudantes prestadores deste serviço até 31 de março:

a. De 23 de fevereiro a 31 de março de 2010, mesmo com a redução do custo de confecção do cartão TRI em R$ 6,00, em relação ao ano anterior, o DCE UFRGS arrecadou R$ 17.030,95 (dezessete mil e trinta reais e noventa e cinco centavos).

b. Neste período foram realizadas 4.620 renovações, confeccionados 756 cartões novos e 157 segundas vias, totalizando 5.533 atendimentos prestados.

c. Em razão da impossibilidade de obtenção de bolsistas SAE para a prestação dos serviços relativos ao cartão TRI, devido às contratações iniciarem apenas no mês de abril, e em face do expressivo aumento no número de atendimentos no mês de março, o DCE pôs em prática uma Política de Auxílio de Custos a Estudantes Prestadores de Serviço. Desta forma, contratou estudantes da UFRGS para prestarem estes serviços, remunerando-os a R$ 4,00/h (quatro reais por hora trabalhada).

d. Em virtude disto, o DCE contratou estudantes que trabalharam um total de aproximadamente 350 horas ao longo do mês de março, perfazendo uma média equivalente a 15h/dia. O serviço relativo ao cartão TRI foi prestado nos turnos da manhã e da tarde com a presença, em quase todos os momentos, de dois ou mais estudantes contratados, além dos membros da diretoria e conselhos, os quais não são remunerados. Com isso, o DCE UFRGS teve um custo de R$ 1.390,30 (mil trezentos e noventa reais e trinta centavos).

e. Considerando os valores acima se apurou um resultado operacional de R$ 15.640,65 (quinze mil seiscentos e quarenta reais e sessenta e cinco centavos) relativo à prestação de serviços do cartão TRI.

f. No mês de abril iniciaram-se as contratações de bolsistas SAE para o DCE, ainda que em ritmo lento, o que reduziu as despesas da entidade com Auxílio de Custos a estudantes prestadores de serviço.

Desta forma, o DCE UFRGS reafirma a viabilidade econômica do projeto “TRI é 3”, percebida sobretudo pelas demonstrações contábeis, e acredita ter tomado a decisão correta ao desonerar os estudantes usuários do transporte coletivo de Porto Alegre, reduzindo a apenas 1/3 (um terço) o valor anteriormente praticado.

Para visualizarem os balanços, cliquem no link Prestação de Contas.

Renan Pretto | Presidente

Tiago Bonetti | Tesoureiro

Leonildo Sales | Sec. de Comunicação

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: