h1

O Brasil que não se vê na TV

quarta-feira, 23/05/07

Quarta-feira, 23 de maio. Trabalhadores do IBAMA, do INCRA, municipários de Porto Alegre. Funcionários e estudantes da USP. Greves se espalham como rastilho de polvóra pelo país. As capitais tiveram uma manhã de trabalhadores e estudantes nas ruas. Assim como no 08/03, no 17/04, no 01°/05.

 O Fórum Nacional de Mobilizações criado no Encontro Nacional dia 25/03 em São Paulo e que teve a significativa incorporação das centenas de entidades estudantis que compõem a Frente Nacional de Luta Contra a Reforma Universitária, como o DCE da UFRGS, expôs à população brasileira o massacre promovido pelo governo de coalizão de direita de Luiz Inácio Lula da Silva.

 AS REFORMAS QUE FEREM DIREITOS HISTÓRICOS

 As reformas da Previdência e Universitária implementadas durante o primeiro mandato do Partido dos Trabalhadores (?) na presidência chega ao seu segundo e final estágio. A Universidade Nova e a segunda reforma previdenciária retiram direitos dos trabalhadores e impulsionam a máquina de formação de mão de obra barata que se tornarão as Universidade Públicas.

 As medidas previstas no PAC e na Lei de Greve tratam de congelar os salários do funcionalismo público e conter a alternativa máxima de conquistas da classe trabalhadora, o direito constitucional de greve.

 Contre la Precarité: Resistance!

A consígnia dos jovens franceses no início de 2006 contra o Contrato do Primeiro Emprego se adapta perfeitamente a luta dos trabalhadores e estudantes brasileiros. Os estudantes da USP ocupam, desde o dia 03/05, a reitoria da Universidade. A pauta de reivindicações compreende 17 pontos (http://ocupacaousp.blog.terra.com.br/os_dezessete_pontos_da_pauta) tendo como eixo os decretos de Serra que interferem diretamente na autonomia política e orçamentária das Universidades paulistas (USP, UNESP, UNICAMP e FATEC) elementos que as transformaram nas principais academias brasileiras.

A ocupação foi mantida por duas assembléias estudantis, uma com mais de 1000 estudantes e a outra, ontem 22/05, com mais de 2000 estudantes além de confirmar a ocupação, continuou a greve estudantil aprovada na primeira assembléia.

Assembléia dos Estudantes da USP

 UNIDADE PARA VENCER

Aos estudantes somaram-se os funcionários da USP à greve que hoje paralisa as atividades da maior Universidade do Brasil. Unidade essa que foi fortalecida após o exitoso cumprimento da agenda de manifestações e ocupações do Fórum Nacional de Mobilizações que reúne todos os segmentos do movimento estudantil, social e sindical na luta contra as reformas do governo Lula. E que seguirá na UFRGS nos próximos dias.

 DCE/UFRGS

A gestão Instinto Coletivo está ao lado dos trabalhadores que lutam por melhores condições de trabalho, que defendem o direito de greve, que são contra a emenda 3. Estamos ombro a ombro com os companheiros da USP, que atropelaram a direção do DCE governista, e que hoje fazem o mais concreto enfrentamento ao desmantelamento da estrutura universitária pública promovida em âmbito estadual pelo governo Serra. Nos compete também apoiar os estudantes de Administração da UFBA (http://www.midiaindependente.org/pt/red/2007/05/382876.shtml)que estão na luta contra a Universidade Nova que por lá já é uma realidade.

 Construímos junto aos estudantes secundaristas do Rio Grande do Sul o SOS Educação para acabar com a falta de vergonha na cara do governo Yeda com a educação pública gaúcha.

Por fim, seguimos a elaboração e na luta do projeto da Universidade Pública e Popular  que confrontaremos com esse projeto apresentado pelo governo Lula e defendido pela direção majoritária da UNE.

 “Na UFRGS, na USP, quem disse que sumiu? Aqui está presente o movimento estudantil”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: