h1

Luta Contra o Aumento da Passagem

quarta-feira, 14/03/07

Como acontece todos os anos, os empresários do transporte e a prefeitura, aproveitando o período de férias dos estudantes, aumentaram a passagem do ônibus. Desta vez a passagem foi para R$ 2,00, aumentando os lucros milionários dos mafiosos empresários do transporte. Um verdadeiro golpe nos estudantes e trabalhadores que dependem do transporte coletivo no seu dia-a-dia.
Como prevíamos que o aumento iria ser em fevereiro (como normalmente ocorre), a partir do DCE nos juntamos, no começo de janeiro, com diversas outras entidades (grêmios estudantis, sindicatos, CONLUTAS, Movimento Pelo Passe Livre e outros) e organizamos a ASPOCAPA (Assembléia Popular Contra o Aumento da Passagem). Em janeiro, esta assembléia realizou, todas as quintas-feiras, panfletagens e discussões com a população nos terminais do centro de Porto Alegre.
Em 4 de fevereiro, no meio do feriadão, veio o aumento. Obviamente que foi discutido e votado a portas fechadas sem nenhum diálogo com a população, diferente do que pensava a ASPOCAPA, que propunha a discussão primeiro nos bairros, nas escolas, nos locais de trabalho. Mas o Prefeito FOGAÇA e os empresários negaram-se ao diálogo democrático.

Já que isto ocorreu, no dia 30 de janeiro os estudantes realizaram uma manifestação na EPTC (Empresa Pública de Transporte e Circulação), onde seria realizada a reunião do COMTU (Conselho Municipal de Transporte Urbano), órgão responsável por aprovar e encaminhar para o prefeito a proposta de aumento das passagens. A

Assembléia Popular fez uma manifestação pacífica. No entanto, a Brigada Militar e a Guarda Municipal de Porto Alegre encurralaram os manifestantes e deixaram-nos trancados dentro do pátio da EPTC. O saldo da criminalização do movimento social pela Brigada Militar do Governo YEDA foi: cinco adolescentes encaminhados para Delegacia da Criança e do Adolescente (Deca) e dois estudantes detidos e levados para delegacia, sendo que um deles foi o colega Vicente Ribeiro, estudante de história da UFRGS.

No dia 08 de fevereiro, fizemos uma grande passeata pelo centro da cidade em repúdio ao aumento, com cerca de 300 pessoas, que foi muito aplaudida e apoiada pela população.
A conclusão que foi tirada é que devemos continuar nos organizando na tentativa de barrar os aumentos, assim como aconteceu em várias capitais do país. Para isso devemos seguir o debate sobre o problema do transporte público com toda sociedade durante o ano de 2007.

Cuidado! Aí vem o TRI falcatrua! A prefeitura e os empresários estão vindo com a idéia do TRI. Este programa, apesar do doce discurso da prefeitura, além de causar demissões em massa, vem com a proposta

de restringir o meio passe estudantil a duas vezes por dia. Ou seja, para eles o estudante só é estudante algumas horas por dia! Para o lazer, as atividades culturais, e no resto de nosso tempo eles não nos considerarão mais estudantes! O DCE não vai se calar perante mais este absurdo! Venha construir a luta contra o TRI! Entre em contato!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: